04 janeiro 2015

Vamos falar sobre o DIU

Postado por Maristela Rodrigues às domingo, janeiro 04, 2015
Hoje vou falar sobre o DIU (Dispositivo Intra Uterino)

Meninas faz seis anos q uso o DIU,só tirei para ter meu filho Caio e logo depois do parto coloquei novamente.
O porque dessa minha decisão?
A alguns anos atras eu descobri q tinha pressão Alta desde então fiz exames para saber a causa .Umas delas foi o anticoncepcional fui então orientada pelo meu ginecologista a usar o DIU.Pra mim foi a melhor escolha pois não precisava mais tomar tds os dias o remédio e nem correr o risco de engravidar.
Não tive nenhuma rejeição,meu organismo aceitou super bem... fica a dica pra quem tem alguma duvida sobre o DIU.


    O DIU, impede a subida dos espermatozoides pelas trompas (tubas uterinas), não havendo, portanto, a fecundação do óvulo. Dependendo do  DIU, ele vai ter maior tempo de uso (permanência no útero) de acordo com a orientação do fabricante.(DIU de cobre tem durabilidade maior)
 

O DIU é um método eficaz?

O DIU é um dos métodos anticoncepcionais mais eficazes. Os índices de eficácia são semelhantes aos das pílulas anticoncepcionais, ou seja, 0,1% de falha.

Quais as vantagens do DIU?
Podem ser destacados benefícios importantes como a utilização independentemente da atividade sexual, liberar-se da preocupação diária com a prevenção da gestação, ser comandado unicamente pela mulher, ser uma opção prática e eficaz e ter um período longo de utilização (cerca de cinco anos). Esses benefícios proporcionam à mulher uma sensação de liberdade e comodidade. 

Que tipo de mulher deve usar o DIU?

O DIU está mais indicado para aquela mulher que já tem filhos e quer espaçar mais a próxima gravidez (3-5 anos), ou quando a família já está completa; para as mulheres que apresentam contraindicações aos métodos anticoncepcionais hormonais (pílula, injeção); logo após o parto, no período de amamentação, visto que esse método não interfere na amamentação. Porém, o DIU também pode ser utilizado por mulheres que nunca engravidaram, contanto que sejam devidamente avaliadas pelo seu médico.

Quando a mulher pode engravidar após retirar o DIU?
A retirada de um DIU pode ser feita em qualquer momento do ciclo menstrual. As mulheres que são usuárias do DIU, espontaneamente, terão sua fertilidade (capacidade de engravidar) recuperada em curto período de tempo, mesmo após o uso prolongado. Esse retorno da fertilidade ocorre de modo semelhante a outros métodos anticoncepcionais. 

Quais os efeitos colaterais do DIU?

Os efeitos colaterais mais comuns são o aumento do fluxo menstrual e o aumento das cólicas menstruais. Esses efeitos podem ser controlados com a utilização de medicamentos, sempre sob supervisão médica. Geralmente, após os primeiros três meses de utilização, esses sintomas tendem a se normalizar. 

Quais são as contraindicações do DIU?

Como todo método anticoncepcional, o DIU também apresenta contraindicações. O DIU não deve ser usado diante da suspeita de gravidez ou gravidez confirmada; suspeitas ou presença de tumores uterinos; em casos de sangramento vaginal sem causa conhecida; nas malformações uterinas e na presença de infecções ginecológicas. Para maiores detalhes sobre esse assunto, consulte seu médico.

Cobre ou progesterona?

O ginecologista explica que existem dois tipos de DIU, o de cobre funciona liberando íons deste metal (CU), formando uma barreira com função espermicida. Já a opção com progesterona inibe a ovulação por meio deste hormônio. “A decisão de qual dos dois tipos será colocado deve ser discutida com seu ginecologista”, finaliza.

O DIU não protege contra doenças sexualmente transmissíveis (DST).

Como é colocado o DIU?

Este aparelho é colocado através da vagina dentro do útero da mulher. Apenas o médico pode colocar o DIU. A época ideal para a colocação do DIU é durante ou logo após a menstruação.  A colocação do DIU é simples e rápida, e não  precisa de anestesia. Na hora da colocação pode surgir uma cólica. Este sintoma é normal e desaparece logo. O DIU pode ser colocado após seis semanas do parto. E têm um tempo de validade (entre 5 e 10 anos), dependendo do tipo. Depois desse tempo, ele deve ser retirado ou trocado
.


E por hoje é isso...


2 comentários:

Enfermeiros 2013 disse...

Obrigada pelas dicas, sou estudante de enfermagem e claro que estou pesquisando em sites científicos, mas sua experiencia pessoal tbm foi válida, me ajudou na palestra que vou realizar no posto de saúde amanhã! bjs

TUFU disse...

olá, uma pergunta: de quanto em quanto tempo você ia na ginecologista pra ver se o DIU estava no lugar certo e tal? é muito frequente ele sair do lugar?

Postar um comentário

Não esqueçam de comentar!!!

 

Mãe de menino eu Sou Template by Ipietoon Blogger Template | Gift Idea